728x90_zanox_Oferta da Semana2

A Importância do Manguito Rotador

Importância do Manguito Rotador

Manguito Rotador

A importância do Manguito Rotador para a perfeita manutenção dos movimentos ideais do Ombro.

Queridos, não se assustem com a quantidade de termos técnicos que terei que usar neste artigo. Apesar da aparente complexidade, estes se fazem necessários para que entendam o “RECADO FINAL”. Para os que não leram, recomendo que antes desse, leiam o artigo: “Puxada por trás, exercício proibido?“. Tentarei aqui explicar a continuação de tal artigo em como proceder com a estabilização de uma das articulações mais instáveis que temos!

Manguito rotador 1

A Articulação dos Ombros (figura 1) é tão complexa em função de sua estrutura morfológica que permite movimentos em grandes amplitudes em praticamente NO MÁXIMO de cada plano que é mais comum ser chamada de COMPLEXO DO OMBRO! Para a perfeita manutenção dos movimentos ideais do Complexo do Ombro, exatamente em razão de seus amplos movimentos, fomos dotados de um grupo muscular cuja responsabilidade é fornecer a estabilização ativa, o chamado Manguito Rotador!

Manguito rotador 2

Estes apresentam as seguintes ações sobre a articulação do ombro e respectiva ação estabilizadora: (figura 2)
– SUPRAESPINHOSO – abdutor fraco, rotação externa do Úmero; traciona a cabeça do Úmero contra a Cavidade Glenóide.
– INFRAESPINHOSO e REDONDO MENOR – rotação externa, abdução horizontal, extensão; tracionam a cabeça do Úmero para baixo.
– SUBESCAPULAR – Rotação interna, adução, extensão; traciona a cabeça do Úmero para trás e para baixo.

TODOS QUANDO AGINDO EM CONJUNTO E COORDENADAMENTE PROPICIARÃO UM BOM ALINHAMENTO E MOVIMENTOS COERENTES DO COMPLEXO DO OMBRO!

Manguito rotador 3 e 4

Mas, as ações bem coordenadas do Complexo dos Ombros (figuras 3 e 4) DEPENDEM DIRETAMENTE DE UM BOM POSICIONAMENTO E FUNCIONAMENTO da musculatura que atua sobre o posicionamento correto das Escápulas, onde alterações escapulares como:
• Depressão;
• Alamento;
• Abdução;
• Rotação Superior;
• Rotação Inferior;
• “Tilt”.

Provocarão alterações diretas no bom funcionamento da articulação dos ombros, ainda mais se associadas a quadros de:
• Slide anterior da cabeça umeral (deslocamento mais à frente do que o normal dentro da cavidade glenóide).
• Rotação interna de úmero.

Infelizmente, o sedentarismo, posturas ocupacionais, atividades físicas esportivas e até mesmo a própria musculação podem gerar desequilíbrios musculoarticulares em função de alterações dos padrões de:
Flexibilidade;
Força;
Estabilidade (sinergismos musculares incompetentes);
Movimentos repetitivos;
Posturas errôneas sustentadas.

Banner Oficial Farma

banner tribulus on

Deve ter um monte de gente agora pensando… Ihhh… isso tá parecendo Fisioterapia! ENTRETANTO, MUSCULAÇÃO NÃO É FISIOTERAPIA, É TREINAMENTO! Mas TREINAR também não quer dizer que só a MUSCULATURA DE SUPERFÍCIE (aquela que “aparece para os outros”) é quem deva receber toda a atenção. Precisamos ter em mente que a musculação é a MAIOR ARMA que temos na construção de estruturas fortes e que suportem as demandas do dia a dia sem que essas nos levem a um quadro lesivo. Assim, corroboro inteiramente com TUDOR BOMPA que diz que “devemos condicionar nosso sistema musculoesquelético do centro para as extremidades”, ou seja, TREINAR A ESTABILIZAÇÃO FUNCIONAL de todos os grupos musculares do tronco, em todos os ângulos para que tenhamos uma evolução tranquila durante o desenvolvimento dos membros superiores e inferiores. Muitos falam em TREINAMENTO FUNCIONAL, mas sem ter a menor idéia qual seja e como se dá a funcionalidade de tantas estruturas musculoarticulares que precisam estar trabalhando EM HARMONIA ABSOLUTA! E infelizmente, por total e absurdo desconhecimento de Cinesiologia e Biomecânica, não saberem SELECIONAR os exercícios da musculação que possibilitem a manutenção e/ou recuperação da TENSEGRIDADE desde o primeiro dia de academia do cliente. Esta também chamada de INTEGRIDADE TENSIONAL é uma propriedade presente em objetos cujos componentes usam a tração e a compressão de forma combinada, de forma a proporcionar-lhes estabilidade e resistência de maneira adequada. QUANTOS AQUI CONHECIAM ESSE CONCEITO DA BIOMECÂNICA E QUE PRECISAMOS MANTER EM MENTE QUE O CORPO INTEIRO FUNCIONA COMO UMA UNIDADE ÚNICA??!

Consequência de tudo que foi exposto? LESÕES DE TENDÕES DO SUPRAESPINHOSO E DA PORÇÃO LONGA DO BÍCEPS! E o que vemos os professores fazendo nessa hora? Prescrevendo exercícios isolados de rotação interna e externa de ombros no cabo, com elásticos e etc., sem estabilização prévia das escápulas e em posições mecânicas pobres fora das amplitudes e ângulos articulares, desse modo o trabalho maior que deveria estar sobre os músculos do Manguito Rotador acabam sendo roubado por músculos superficiais e mais potentes. QUE PERDA DE TEMPO!

Sabem o pior de tudo? Sou obrigado a ver a incompetência imperante em minha área, onde um bando de “MARIA VAI COM AS OUTRAS” sem a menor capacidade de emitir uma opinião fundamentada acaba seguindo a “manada”, mas pra que afinal TER QUE PENSAR se uma “RECEITA DE BOLO” é muito mais fácil! Será que tais profissionais nunca se interessaram em aprender pelo menos os fundamentos das interações das Fáscias Musculares preconizados por IDA ROLF e organizados por THOMAS MYERS em “Trilhos Anatômicos e Rotas Miofasciais”, ou os circuitos neuronais músculo-inibidores estudados por VLADMIR JANDA e as síndromes das disfunções musculares observadas por SHIRLEY SAHRMANN e aplicar tudo isso junto com a BIOMECÂNICA e a CINESIOLOGIA na hora de uma seleção CORRETA de exercícios? SINTO MUITO! E quantos terão CORAGEM para discordar de TUDOR BOMPA que diz que “antes de treinar a força precisamos alongar o que está encurtado e fortalecer o que está fraco”? E agora sei que um monte de estúpidos vão lembrar do artigo que saiu numa revista de grande circulação dizendo que ALONGAMENTO NÃO SERVE PARA NADA! EU MEREÇO! Queria deixar apenas uma pergunta para esses que ainda acham que não serve pra nada e que não se deve alongar. VOCÊS SABEM O QUE SÃO MÚSCULOS HIPERATIVOS E A CONSEQUÊNCIA DISSO SOBRE OS PADRÕES DE MOVIMENTO? VOCÊS SABIAM QUE PARA INIBIR TAIS GRUPOS PRECISAMOS USAR TÉCNICAS DE FACILITAÇÃO NEUROPROPRIOCEPTIVA? Pois é, sinto muito DE NOVO!

RESUMO DA ÓPERA:
Nem vou me dar ao trabalho de continuar explicando mais nada. Apenas digo, TREINEM MUSCULAÇÃO E ESTUDEM MAIS!

BONS TREINOS E ATÉ A PRÓXIMA!

ATENÇÃO: Este artigo serve apenas para fins informativos e não se destina a fornecer assistência médica. Este artigo possui autorização expressa do autor.

Sobre o autor

Eder Lima

Preparador Físico Particular e Consultor Técnico de Atletas de Alto Rendimento em Diversas Modalidades Esportivas; Consultor para montagem, organização e normatização técnico administrativa para academias; Consultor em Coaching Corporativo; Ex-docente em cursos de graduação, extensão e pós-graduação nas cadeiras de: Biomecânica, Cinesiologia, Musculação e Neurofisiologia. Pós-graduado em PREPARAÇÃO FÍSICA e MUSCULAÇÃO, UGF. 1994 portador do CREF. G/MG 01232.

Seja o primeiro a comentar

Comentários:

lipo 6 black banner suplementos mais baratos