Construir um corpo ideal – Lidando com a realidade!

Construir um corpo ideal - Lidando com a realidade!

“Mas qual seria o corpo ideal? Essa é uma resposta pessoal e intransferível, pois cada um tem direito de buscar aquilo que julga o melhor para si”

Está certo que processo demanda tempo, disciplina, dedicação e muita força de vontade para chegar ao físico ideal! Mas qual seria o corpo ideal? Essa é uma resposta pessoal e intransferível, pois cada um tem direito de buscar aquilo que julga o melhor para si. Não temos que competir com ninguém uma vez que o maior adversário a ser superado será você mesmo(a), nem tão pouco ceder à pressões de uma sociedade ou grupo. Por outro lado, devemos ser realistas em relação ao que pretendemos atingir, pois como já vimos aqui na série de artigos INFLUÊNCIAS DOS BIOTIPOS NA ESTRUTURAÇÃO DO TREINAMENTO, cada biotipo (e somos uma mistura dos três) reage diferentemente para tipo de estímulo e por isso alguns evoluem mais rápido que outros.

Independentemente do teu biotipo é possível chegar ao que chamamos de Corpo Esteticamente Harmônico – aquele onde observamos a simetria e proporção ideais entre dos diferentes grupos e partes do corpo sem que nenhum se sobreponha em demasia sobre a outra.

Agora a pergunta que não quer calar? por que tantas pessoas fracassam? Caríssimo(a)s muitos poderiam citar inúmeras respostas pessoais, mas na verdade tudo se resume ao principal, falta de força de vontade!

Ok, Prof. Eder, mas e aquelas pessoas que possuem uma determinação de aço, por que não conseguem chegar onde tanto desejam? Ahhh, é agora que começo a transferir a responsabilidade para a falta de orientação e acompanhamento profissional realmente bem feitos! Sabe de onde vem a maior frustração de todas? Da falta de metas plausíveis de curto, médio e longo prazo! Respondam-me com toda sinceridade quem aqui treina com metas definidas para o final de cada programa de treinamento? Estou me referindo a metas em relação a composição corporal, ou seja o quanto de massa magra e/ou redução de gordura deveria atingir ao final de, digamos após 8 a 12 semanas de duração de uma programa de treinamento? Lindo! Você treinou esse tempo todo, mas antes de passar para o próximo programa você reavaliou para saber se a evolução aconteceu dentro do esperado? E se não tiver acontecido? O bom professor deveria saber como fazer isso! Sabe o pior de tudo? Você não evoluiu dentro do que deveria ter evoluído e esse “professor” aumenta o volume de trabalho (mais exercícios, mais séries) e a intensidade também. Porque infelizmente ainda impera a ideia de que “quanto mais melhor”! Musculação não é ginástica com aparelhos, é intensidade de trabalho!

Até hoje vejo pessoas com “fichas” (odeio isso) com 20, 30 exercícios para uma sessão de treino. Por acaso vão participar de alguma maratona de musculação? SANTA IGNORÂNCIA IMPERANTE! Pior que muitas vezes É O ALUNO QUE PEDE E O “PROFESSOR” ATENDE!

Quantas vezes já repeti que nosso corpo tem INDIVIDUALMENTE uma capacidade limitada de absorção de trabalho físico e recuperação. Você pode ter a melhor das dietas, com uma suplementação fantástica que não conseguirá evoluir absolutamente nada caso extrapole a tua capacidade recuperativa! Já sei, pode perguntar… E COMO VOU SABER QUAL É A MINHA PROF? A resposta está nas tuas reavaliações, mas se teu professor souber como analisar! AH, VC NÃO AVALIA ANTES E NEM REAVALIA AO FINAL DE CADA PROGRAMA DE TREINAMENTO? Sinto muito, você está no LIMBO DA MALHAÇÃO, sem saber para onde vai e se vai chegar a algum lugar. Gente, como é possível projetar metas de evolução sem parâmetros específicos? Na base do achismo apenas? Esquece que é bobagem!

Minha vez de fazer uma pergunta… Você já perguntou ao teu professor se ele sabe como projetar metas para poder controlar de verdade tua evolução? Treinamento sem controle é mera malhação! #ficaadica

Bons treinos e até a próxima!

GIF 300x250 - Suplementos

ATENÇÃO: Este artigo serve apenas para fins informativos e não se destina a fornecer assistência médica. Este artigo possui autorização expressa do autor.

Sobre o autor

Eder Lima

Preparador Físico Particular e Consultor Técnico de Atletas de Alto Rendimento em Diversas Modalidades Esportivas; Consultor para montagem, organização e normatização técnico administrativa para academias; Consultor em Coaching Corporativo; Ex-docente em cursos de graduação, extensão e pós-graduação nas cadeiras de: Biomecânica, Cinesiologia, Musculação e Neurofisiologia. Pós-graduado em PREPARAÇÃO FÍSICA e MUSCULAÇÃO, UGF. 1994 portador do CREF. G/MG 01232.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*