Vigorexia

Vigorexia: obsessão pelo corpo perfeito!

A vigorexia é um dos extremos da preocupação exagerada com a forma física. Enquanto a anorexia e a bulimia são mais freqüentes em mulheres, que deixam de se alimentar ou comem para depois vomitar porque acreditam estar gordas, a vigorexia afeta mais os homens que desejam desenvolver seus músculos, já que se vêem fracos e doentes.

A vigorexia associa beleza com músculos definidos e é um transtorno vinculado a problemas de personalidade. Conseguir um corpo perfeito é prioridade para milhões de pessoas ao redor do mundo que querem ficar dentro dos padrões de beleza estabelecidos pelo cinema, moda, televisão, publicidade, amigos, etc., e transformam esse objetivo em escravidão.

A vigorexia não tem relação com a prática regular e saudável de esportes, nem com o culturismo, a prática de exercícios físicos dirigidos ao excessivo desenvolvimento dos músculos. No entanto, entre os seguidores do culturismo costuma haver pessoas com vigorexia.

Homens jovens, sem maturidade e com baixa auto-estima são principais vítimas da vigorexia, mas os casos entre as mulheres têm sido mais freqüentes. Assim como quem sofre de anorexia e bulimia, as pessoas com vigorexia precisam de tratamento médico e psicológico.


Sacrifícios
As pessoas com complexo de Adônis consideram que todos os sacrifícios são pouco para conseguir um corpo perfeito. É uma corrida sem fim, porque a imagem vista no espelho por alguém com vigorexia é sempre a de uma pessoa sem músculos e sem qualquer atrativo físico.

Essa corrida para obter o corpo perfeito começa com dependência doentia da academia e da prática de esportes, com mudança de dieta, baseada em proteínas e carboidratos e, freqüentemente, com o consumo de anabolizantes.

A auto-estima diminui, e a necessidade de fazer atividade física o tempo todo afasta a pessoa com vigorexia dos amigos, da família, do trabalho e de qualquer outra atividade. Ela se torna um ser introvertido e fechado. A frustração que acompanha a vigorexia pode explodir em episódios de grande violência. Isso acontece principalmente quando o entorno socio-cultural elogia um homem atlético, forte e temido.

Má saúde física
Ao contrário do que se pensa, uma pessoa com vigorexia não está fisicamente saudável. Ossos, tendões, articulações e músculos sofrem conseqüências do exercício excessivo, e lesões são freqüentes.

Diante da dor produzida pela forte intensidade da atividade física, o corpo libera endorfinas para reduzi-la. A quantidade de endorfinas aumenta proporcionalmente ao tempo dedicado aos exercícios, tornando a pessoa “viciada” nesta substância e, com isso, em academia.

A alimentação pobre em gorduras e rica em carboidratos e proteínas causa transtornos metabólicos, que se agravam com o uso de anabolizantes. Problemas cardíacos, renais e hepáticos, retenção de líquidos e atrofia testicular são apenas alguns dos distúrbios associados à vigorexia.


suplementos-integral-medica

Precisando de suplementos para otimizar seus resultados?

Com mais de 30 anos de história, a Integralmédica foi a pioneira em suplementação esportiva no Brasil e, desde o primeiro momento, imprimiu uma marca de inovação e excelência em produção e pesquisa. Seus produtos de qualidade premium carregam, além da mais alta tecnologia, o DNA de uma empresa altamente comprometida com desempenho, saúde e bem-estar.

Conheça os suplementos alimentares da Integralmédica e descubra o que a nº 1 em sports nutrition do Brasil pode fazer por você!


Prevenir e curar
As crises de auto-estima e pânico em fracassar costumam começar na adolescência, por isso é fundamental orientar o jovem sobre a prática saudável de uma série de atividades, entre elas o esporte. Com a atividade física, o jovem aprende a diferença entre procurar boa imagem de si mesmo, o que é bom, e se prender a um determinado modelo sociocultural, que pode levar à frustração e se transformar em uma doença.

Geralmente, a vigorexia afeta homens entre 18 e 35 anos, mas em muitos casos os problemas que levam à obsessão pelo desenvolvimento dos músculos começam na puberdade.

Resgatar a auto-estima é fundamental para a pessoa com vigorexia. Trata-se de recuperar a imagem e modificar comportamento e hábitos para poder se aceitar de novo.

O tratamento psicológico deve ser acompanhado de orientação médica sobre alimentação e desintoxicação de produtos como anabolizantes. A atividade física não deve ser cortada, mas é preciso reduzir gradativamente o tempo e intensidade de exercício.


Resumo
A vigorexia seria um subtipo de uma doença já bastante estudada: chamada de Transtorno Dismórfico Corporal (TDC), consiste em uma preocupação excessiva com um imaginado ou exagerado defeito na aparência física. Neste caso, a vigorexia é um tipo de transtorno dismórfico corporal voltado à questão muscular, conhecido também como Dismorfia Muscular ou Overtraining. Descrita há menos de 13 anos, pelo médico psiquiatra Harrison G. Pope, é chamada de “Complexo de Adônis” devido ao referencial de beleza e estética masculina deste deus da mitologia grega, visto que os homens eram os principais acometidos. Caracteriza-se basicamente por uma preocupação excessiva em ficar musculose a qualquer custo (onde entram os jovens que tomam todo o tipo de anabolizantes sem entender nada do assunto). Apesar dos portadores desses transtornos serem bastante musculosos, passam horas na academia malhando e ainda assim se consideram fracos, magros e até esqueléticos. Além disso, muitas vezes têm vergonha do próprio corpo, recorrendo assim ao exercícios excessivos e as “fórmulas mágicas” para acelerar o fortalecimento – os anabolizantes. Seria uma espécie de busca a uma perfeição inatingível.
Quer comprar suplementos? Clique aqui e confira os melhores preços do mercado!

Veja aqui os principais Suplementos para Emagrecimento e Ganho de Massa Muscular

Sobre o autor

Planeta do Corpo

Os artigos com a assinatura "Planeta do Corpo" são escritos pelos nossos editores, leitores ou profissionais que disponibilizam seus conteúdos afim de contribuir com o Blog. O Planeta do Corpo é um portal informativo 100% gratuito. Todos os nossos artigos estão relacionados a suplementos alimentares, nutrição esportiva, musculação e saúde. Gostaria de colaborar com o conteúdo do site ou anunciar aqui? Entre em contato através do e-mail contato@planetadocorpo.com

Comentários publicados (5)

  1. Muito boa essa matéria!

    http://www.bodynet.com.br/hipertrofia – Saúde, bem estar e boa forma em um só lugar

  2. Sem dúvida um post muito interessante, a vigorexia está atingindo muito jovens nas acemias principalemte os homens!

    Fiquem espertos!

  3. eu nunca vi um homem bastante musculoso passar horas treinando.até porque catabolizaria totalmente.atletas pro,de bodybuilding treinam no máximo 50 minutos de exercício resistido.a vigorexia se ve em baladeiros de plantão,que usam ergogênicos,não possuem nehuma maturidade muscular,apenas uma retenção,nada de musculatura sólida,comem mal,e geralmente possuem perna fina.vigorexia se caracteriza pelo fato da pessoa não se achar grande sendo que ela é.não se pode confundir com a proposta do fisiculturismo,senão podeira dizer que tem GOLREXIA-a busca contínua de se tentar marcar gol,que é o que jogadores buscam,tanto que se tem lesões e fazem cirurgia como sendo algo natural.CESTAREXIA-a busca em se fazer cesta a qualquer preço.MMAREXIA-lutadores que buscam ao máximo ganhar de seus oponentes,treinando de forma muito intensa constantemente.ENTÃO SE FOR PENSAR DESSA FORMA,TODO ESPORTE DERENDIMENTO ENTRA NESSA ONDA.

  4. Caro amigo, você entendeu tudo errado sobre vigorexia. A vigorexia nada mais é do que uma doença, podemos compara-la diretamente com a anorexia, uma doença que atinge principalmente mulheres que sempre acham que estão acima do peso. Podemos dizer que a vigorexia é o quase o oposto. Onde homens que já possuem corpos esculturais e sarados, acabam apelando para anabolizantes, etc. Sempre em busco de ficar mais e mais forte.

  5. AvatarJefferson souza carvalho junho 10, 2012 @ 9:32 pm

    i eu tenho vigorexia mais nao quero mi curar jamais sempre vai ser pouco por que quando mais melhor e !!!!!!!!

Os comentários estão fechados.