Confira os níveis normais de testosterona para o homem de acordo com a idade

Confira os níveis normais de testosterona

Veja quais são os níveis normais de testosterona para sua idade, como fazer essa medição e a devida reposição caso seja necessário.

Todos nós sabemos que a testosterona é um hormônio muito importante para o nosso corpo principalmente no que se refere a ganho muscular, porém o que muitos não sabem é a quantidade ideal que deveria estar no organismo, principalmente de acordo com a idade, já que quanto mais velhos ficamos, menor é a quantidade de testosterona produzida pelo corpo.

Neste artigo vamos tentar explicar um pouco sobre a variação normal nos níveis de testosterona de acordo com a idade. Vamos ao que interessa!

Por que saber o nível de testosterona?

Para que o seu corpo se mantenha sempre saudável e ativo, é necessário que os níveis de testosterona estejam em níveis normais, pois qualquer deficiência poderá apresentar efeitos indesejados no seu organismo. Um bom exemplo de falta de testosterona no corpo, é a falta de força e resistência física, além dos músculos também não serem tão firmes quanto deveriam ser.

É muito normal que a quantidade de testosterona seja reduzida ao longo do tempo, pois quanto mais velho ficamos, menor será a capacidade do corpo em produzir testosterona naturalmente (o que chamamos de testosterona endógena), muitas vezes se torna necessário fazer uso de suplementos ou hormônios sintéticos para normalizar os níveis de testosterona no corpo.

Como medir os níveis de testosterona no Homem?

É possível realizar a medição da testosterona no corpo a partir de duas pesquisas, a primeira é chamada de Testosterona Total e a segunda de Testosterona Livre. Vale lembrar também que ambos são mencionados por ng/ml (nanograma por decilitro).

Veja abaixo qual a função de cada um desses indicadores:

  • Testosterona Total

Para se obter o resultado deste método, são necessários ao todo três verificações de testosterona, que é o teste da Testosterona Livre, SHBG (hormone-binding globulin) e a Testosterona Ligada à Albumina.

Após concluir esses exames, será apontado a quantidade de Testosterona Total no corpo.

  • Testosterona Livre

Este teste já é mais simples de ser realizado, pois ele irá apontar a quantidade de testosterona que está circulando no organismo do homem. O valor obtido é o mesmo responsável pela quantidade de libido, desempenho sexual, definição muscular e energia que o corpo da pessoa é capaz de obter.

O resultado deste teste normalmente pode ser obtido através do exame de sangue ou então do teste com a saliva. A grande diferença entre esses dois métodos é que o primeiro fica disponível com aproximadamente 26 horas, enquanto que o exame da saliva leva em torno de 45 dias para a conclusão.

No site do Dr. Dráuzio Varella, um renomado médico brasileiro, é apontado que os valores comuns que são encontrados de pesquisas em laboratórios para os níveis de testosterona no homem adulto, ficam em torno de 300 ng/dL até 900 ng/dL.

Porém, quando homem atinge a idade de 20 anos, os níveis de produção da testosterona começam a reduzir em valores correspondentes a 1% ao ano, em alguns casos chegando a números percentuais maiores.

Veja na tabela abaixo a média dos níveis de testosterona no homem de acordo com sua idade:

  Idade          Variação do Nível de Testosterona

0 a 5 meses       75      –        400 ng/dl

6 a 9 anos           <7        –       20 ng/dl

10 a 11 anos         <7     –       130 ng/dl

12 a 13 anos        <7     –       800 ng/dl

14 anos     <7             –       1.200 ng/dl

15 a 16 anos     100    –      1.200 ng/dl

17 a 18 anos      300   –      1.200 ng/dl

19 anos e adiante       240 – 950 ng/dl

Como foi informado anteriormente, a partir dos 20 anos, os níveis começam a ser reduzidos, mas os picos onde a falta de testosterona pode fazer maior diferença, é a partir dos 45 anos de idade.

Efeitos da deficiência nos níveis de testosterona no homem

A testosterona é um hormônio que está presente tanto no corpo dos homens quanto nas mulheres, porém sua concentração maior é no corpo masculino.

Este hormônio é responsável por fazer com que a musculatura de todo o corpo se desenvolva, além de produzir o desejo sexual, conhecido como a libido, permitir que a voz se torne mais grave e também aumentar a quantidade de pelos que nascem no corpo, incluindo a barba. Ou seja, a testosterona é a grande responsável pelas caraterísticas masculinas.

A partir do momento em que a produção de testosterona começa a reduzir, o corpo irá arcar com as consequências desta quantidade menor, ou seja, alguns efeitos colaterais indesejados podem começar a ocorrer, como por exemplo:

  • Aumento do cansaço e da fadiga;
  • Perda de massa muscular;
  • Dificuldade de concentração e memorização;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Perda ou diminuição de cabelo, barba e pelos corporais;
  • Envelhecimento precoce;
  • Falhas na memória em longo prazo;
  • Surgimento de doenças crônicas.

Para evitar que esses problemas afetem o seu corpo, é necessário fazer uma consulta com um médico especialista, para que ele lhe indique a melhor forma de regular os níveis deste hormônio.

Lembre-se, sempre faça o uso de medicamentos e suplementos de acordo com a orientação médica.

Mantenha os níveis de testosterona sempre no ideal

É importante mencionar que assim como a deficiência de testosterona no corpo pode causar diversos efeitos indesejados, o excesso também pode não ser muito bom, por isso tenha em mente que o recomendado é estar no nível ideal para sua idade e seu estilo de vida. Quando utilizamos esteroides com o objetivos de elevar a testosterona, é totalmente normal que os níveis ultrapassem e muito a normalidade, por isso é importantíssimo fazer exames e controlar a queda natural da testosterona após o fim de cada ciclo, pois neste fase que normalmente ocorrem os colaterais relacionados ao uso de testosterona sintética.

A quantidade baixa de testosterona no corpo nem sempre é causada devido a uma produção menor do hormônio, às vezes a produção ocorre de forma normal, porém seu organismo pode não realizar a metabolização desta produção devido a outros fatores, como uma alimentação ruim ou então o sedentarismo.

Por essas e outras razões, é altamente indicado que a pessoa faça exames clínicos para checar sua saúde e seus níveis de testosterona antes de iniciar qualquer auto medicamento para aumentar a quantidade de testosterona no corpo.

ZMA é uma boa opção para aumentar os níveis de testosterona naturalmente

O ZMA é um suplemento normalmente utilizado como a primeira medida para melhorar a quantidade de testosterona no corpo, já que ele permite que a taxa de absorção do hormônio pelo organismo seja aumentada.

Isso irá permitir que apenas com a mudança de hábitos alimentares, se obtenha um pequeno aumento na quantidade de testosterona do corpo. Porém o método mais eficaz de elevar o níveis é através de medicamentos.

Conclusão

Agora que você já sabe quais são os níveis de testosterona de acordo com a idade, verifique com seu médico como seu corpo está e sigas as recomendações para que tudo fique dentro da normalidade.

Sobre o autor

Planeta do Corpo

Os artigos com a assinatura "Planeta do Corpo" são escritos pelos nossos editores, leitores ou profissionais que disponibilizam seus conteúdos afim de contribuir com o Blog. O Planeta do Corpo é um portal informativo 100% gratuito. Todos os nossos artigos estão relacionados a suplementos alimentares, nutrição esportiva, musculação e saúde. Gostaria de colaborar com o conteúdo do site ou anunciar aqui? Entre em contato através do e-mail contato@planetadocorpo.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*