Whey Protein sem Lactose – As melhores opções do mercado

Whey Protein sem Lactose - As melhores opções do mercado

Whey protein é certamente um dos suplementos mais conhecidos e utilizados, não somente no Brasil mas como no mundo todo. Isso porque ele proporciona uma série de benefícios para sua saúde de uma forma completamente natural.

Para os que não sabem, Whey Protein é a Proteína do Soro de Leite, ou seja, é um produto que é extraído do leito, um alimento muito consumido pelas pessoas, desde crianças a adultos.

Por se tratar de um produto extraído do leite, a maioria dos wheys contém lactose, e algumas pessoas possuem intolerância à ela, isso faz com que elas fiquem impossibilitadas de fazer o uso de Whey Protein. Graças ao avanço tecnológico, o processo de extração do whey melhorou muito, permitindo que as empresas consigam desenvolver ótimos suplementos de whey protein isentos ou com pouquíssima quantidade de lactose.

Entenda o que é lactose

Antes de começarmos a falar sobre os Wheys que não possuem lactose, é melhor que você também entenda o que é a lactose e como funciona a intolerância a ela.

Basicamente a lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados. É um hidrato de carbono, mais especificamente um dissacarídeo, que é composto por dois monossacarídeos: a glicose e a galactose.

Pessoas intolerantes a lactose vão ter problemas digestivos ao consumi-la. Essas pessoas normalmente não possuem em seu organismo a enzima lactase, que é a responsável pela digestão da lactose. A lactose antes de ser absorvido pelo organismo é divida em glicose e galactose, e sem ela as pessoas vão ter de enfrentar diversas dificuldades quando a lactose entrar em contato com o cólon.

Gases, dores de estômago, diarreia ( que é o que causa quando a bactéria entra em contato com o cólon ) são sintomas comuns de pessoas com intolerância a lactose. Se você sentir qualquer um destes sintomas ao utilizar Whey Protein ou qualquer derivado do leite, interrompa o uso imediatamente, pois provavelmente você tem certo grau de intolerância e ainda não sabe.

Lactose no whey protein

Não é todo Whey Protein que possui lactose. Temos por exemplo o isolado que tem em média 90% mais de proteína e o concentrado que de proteína tem entre 25% e 89%, e assim ele tem uma quantidade menor de carboidratos.

Grande parte dos Whey Protein isolados, dependendo da marca e processo usado na extração, não tem lactose em sua composição. É sempre bom dar uma boa lida na fórmula, no rótulo antes de fazer sua compra. Geralmente nutricionistas indicam o Whey Protein isolado, por ter basicamente zero lactose em sua composição, isso corresponde geralemte a 0,1 grama de lactose.

Por que usar Whey Protein sem Lactose?

A quantidade de leite que o corpo humano produz chega a ser maior do que o que a vaca produz. Ainda que a diferença seja pouca, existem pessoas que tem essa deficiência na hora de processar o nutriente.

Isso acontece quando o corpo humano tem pouco ou nada da enzima para digerir a lactose. Por isso algumas pessoas com intolerância a lactose e alguns casos são bem mais graves. E existem casos de pessoas que se sentem mal, mas elas não sofrem tanto ao consumirem produtos que contenham lactose.

Em média 40% dos brasileiros maiores de 16 anos sofrem com este problema. Por isso tanta procura pelo Whey Protein que não contenha lactose, fora é claro todos os benefícios que ele possui.

Entenda como age o Whey Protein sem Lactose

Ainda hoje existem muitas dúvidas sobre os resultados que o Whey Protein sem a lactose pode causar. E para esclarecer isso é preciso que cada um entenda o que há na expressão que encontramos nos rótulos de ¨sem lactose ¨.

Algumas pessoas acham que por estar escrito sem lactose o produto não foi produzido com o leite. E justamente por isso é necessário que a pessoa entenda que existe a alergia em relação às proteínas contidas no leite, sem ser necessariamente a intolerância a lactose.

É recomendado para pessoas com intolerância ao açúcar lactose o Whey Protein sem a lactose. A melhor maneira de saber se você pode ou não consumir este suplemento, é conversando com um médico ou nutricionista, para sanar suas dúvidas e te indicar a melhor suplementação, pois cada caso é um caso. E lembre sempre de ler o rótulo dos produtos para checar a composição.

Veja a lista de benefícios do Whey Protein:

Vamos conhecer agora os benefícios que o Whey Protein:

  • Proporciona uma retenção maior de nitrogênio, no qual age no organismo promovendo o crescimento do músculo.
  • O Whey Protein possui a ação antioxidante, que fortalece o sistema imune.
  • Sua absorção é rápida, e isso ajuda a melhorar sua performance física.
  • Quando consumido de maneira correta, o Whey Protein auxilia na diminuição do colesterol ruim.
  • Ajuda a controlar a glicose.
  • Otimiza a recuperação muscular.
  • Reduz o catabolismo muscular (perda de massa magra).

Estes são alguns diferenciais que o produto pode te oferecer. Mas lembre-se de sempre conversar com um médico antes de iniciar o consumo do suplemento.

Como consumir o Whey Protein sem Lactose?

Misturar o Whey Protein com água continua sendo uma ótima opção, desta maneira você consegue aproveitar as proteínas presentes no produto. Use também o produto sem lactose em receitas como omeletes, pão integral, massas entre outros. Você pode combinar o uso de whey com com outros suplementos alimentares voltados para o seu objetivo.

Melhores suplementos de Whey Protein sem lactose

Veja abaixo algumas ótimas opções de whey protein sem lactose.

  • Natural Vegan – Max Nutrition;
  • Veg Protein – Probiotica
  • Bio Whey Protein – Performance Nutrition;
  • Pepto Fuel – Performance;
  • Isopute Zero Carb – Natures Best;
  • Proplex – Atlhetica;
Conclusão

Estes foram apenas alguns exemplos de suplementos que substituem o Whey Protein comum. Agora basta você verificar o que melhor pode se adaptar à sua rotina e aos seus objetivos e fazer um bom uso desses produtos. Lembre-se, nunca tome em excesso nenhum suplemento.

Referencias:

ATENÇÃO: Este artigo serve apenas para fins informativos e não se destina a fornecer assistência médica.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*